Elevado número de afastados pela Covid-19 e sobrecarga de trabalho: realidade da enfermagem Amazonense

O Conselho Regional de Enfermagem do Amazonas (Coren-AM) visitou nesta quinta-feira, 13, quatro estabelecimentos de saúde da capital amazonense com o intuito de averiguar a realidade vivida pelos profissionais de enfermagem neste momento em que casos de COVID-19 crescem no estado.

Durante as visitas, a equipe do Coren-AM identificou, além da superlotação das unidades, o crescimento no número de profissionais afastados diagnosticados com COVID-19, chegando a aproximadamente 40 profissionais afastados. “Identificamos nessas primeiras visitas que em um curto tempo as unidades já tem um número significativo de profissionais afastados por Covid-19, a superlotação nos estabelecimentos de saúde facilita com que a contaminação seja ainda maior, e isso é preocupante, pois sobrecarregada toda a equipe de enfermagem que está na linha de frente, e já vem nessa luta há dois anos, além de impactar diretamente na qualidade da assistência à população”, destacou o presidente do Coren-AM, Sandro André.

O Presidente do Coren-AM alerta as autoridades também para a contratação emergencial de novos profissionais de enfermagem para suprir a grande demanda nos estabelecimentos de saúde. “Os profissionais que estão neste momento na linha de frente já estão sobrecarregados, e é necessário que governo e prefeitura contratem novos profissionais para que as equipes tenham o dimensionamento adequado para atender com segurança a população” declarou Sandro André.

De acordo com o Coren-AM as visitas que iniciaram nesta quinta-feira, serão intensificadas. E todas as demandas serão levadas ao conhecimento do Secretário de Saúde do Estado do Amazonas, Dr. Anoar Samad.

As visitas aconteceram nos Serviços de Pronto Atendimento do São Raimundo e Redenção, nos Hospitais e Prontos-socorros Platão Araújo e 28 de Agosto.