Coren-AM realiza live sobre violência obstétrica.

Na noite desta quarta-feira (23), a Comissão de Saúde da Mulher do Conselho Regional de Enfermagem realizou uma Live com o tema violência obstétrica.

A live teve como moderadora a enfermeira Gerda Coelho, da Comissão de Saúde da Mulher do Coren-AM, que recebeu a enfermeira Obstétrica da ABENFO-AM, Ivone Amazonas, e a enfermeira obstétrica do coletivo feminista Humaniza, Katiele de Souza Queiroz, que abordaram diversas situações de violência obstétrica, além da importância dos profissionais de saúde em orientarem e auxiliarem as mulheres nos processos relacionados à gestação, parto, amamentação, entre diversas outras situações que se encaixam no contexto.

 “A violência obstétrica vai muito além de violência causada pelo médico obstetra, são várias condutas que podem levar a uma violência à mulher grávida, em trabalho de parto, e no pós-parto, o apoio da equipe multidisciplinar é essencial em todas as etapas da gestação ao puerpério” destacou Ivone Amazonas.

Existem diversas situações que se enquadram como violência obstétrica, por exemplo a violência verbal: gritar com as pacientes, fazer reprimendas; agressão física: bater, abrir as pernas da paciente de forma agressiva; violência psicológica: oprimir as mulheres, xingar, dizer a paciente que vai negligenciar a assistência caso ela grite, fazer comentários depreciativos e inconvenientes, esse tipo de situação causa indignação em quem realmente valoriza prestar uma assistência qualificada e humanizada às mulheres, o profissional precisa ter empatia e possuir conhecimento para oferecer um bom atendimento às mulheres” destacou Katiele Queiroz.

A live teve como intuito promover a conscientização dos profissionais sobre o apoio e cuidado na assistência obstétrica, foi transmitida pela página do facebook e está disponível no canal do youtube do Coren-AM.